The Zasters e The Mönic misturam indie, blues e rock alternativo em “Bittersweet”

Os sentimentos são complexos e controversos. E essa ambiguidade é o tema do novo single da The Zasters, intitulado Bittersweet. A faixa tem participação especial da banda The Mönic e mistura rock alternativo, blues e indie. 

Assista o videoclipe de Bittersweet no Youtube

Bittersweet foi gravada no próprio estúdio da The Zasters, batizado de TUCA Records e localizado em São Paulo (SP). Na ocasião, Dani Buarque e Ale Labelle, do The Mönic, dividiram os versos com a vocalista e multi instrumentista da The Zasters, Jules Altoé. 

O videoclipe, por sua vez, foi captado de forma remota com a direção de André Barreto, da FØCA Audiovisual. A obra aposta na simplicidade e tem tons sombrios. 

Jules frisa que a canção sintetiza as principais influências da The Zasters. “Encontramos a nossa sonoridade misturando elementos de rock e pop, mas com nuances do blues e do indie contemporâneo. Bittersweet é um exemplo disso”.

A baterista e letrista Na Sukrieh, aponta a dualidade da música. “Os versos surgiram de forma muito natural. Falo sobre a complexidade dos sentimentos, trazendo a relação entre o amor e ódio, por exemplo. Por isso, acredito que a interpretação pode ser bem aberta”.

Please follow and like us:

Leave a Reply

RSS
Follow by Email